terça-feira, 5 de agosto de 2008

Chuva

E chove. Chove e o cheiro da chuva sobe, cheiro de chão molhado, que estava quente e agora recebe a água. Chove e fica tudo escuro aqui. Vou até a porta, olho para o céu e o céu está branco, lindo, botando medo. Estava preto até agora, de repente se tornou branco. Chove e tem trovões, fortes, graves, lindos, emocionantes, ressoam no meu peito e eu penso "obrigada". A porta da sala abriu com o vento, entrou um sopro gelado de ar novo, e eu deixei, os papéis voaram e eu deixei, deixa entrar, renovar, modificar, clarear, vem, pode vir!

Adoro chuva.

3 comentários:

Marina F. disse...

Que lindo...renovação.
Adorei.
bjs.

POR TUDO QUE SINTO disse...

Que bom isso!

Mazinha disse...

o céu era uma pálida demonstração do meu estado de humor ontem... bjs