terça-feira, 9 de setembro de 2008

Maluca

Tô meio distante, né? Eu sei, eu sei. Geralmente, quando as pessoas se afastam de seus blogs, é porque estão fazendo muitas coisas, estão super atarefadas e correndo muito. Não é o meu caso, confesso. Não estou fazendo absolutamente nada. Quero dizer, nada além do necessário, do essencial. Meu trabalho, mas só nas horas em que estou no trabalho. Tenho milhares de coisas pra fazer em casa, de trabalho também, de arrumações, mas simplesmente não consigo.

Não consigo, não consigo. Droga.

Hoje, que é minha manhã de folga, quando acordo relativamente cedo pra colocar papelada em dia, não consegui levantar. Não consegui, não consegui. Acordei às nove, dormi até às 10. Deixei todo o trabalho de lado e fiquei lendo. Daí dormi de novo, acordei quase no horário de ir pro segundo trabalho. Com muita vontade de ficar. Cansada, mas de quê, se não estou fazendo nada? Não é aquela coisa de depressão que eu conheço, querer ficar na cama pra não ter que enfrentar o mundo. É diferente. Eu tenho sono mesmo. Se for depressão, deve ser muito profunda, porque engana até mesmo a mim, disfarçada de sono. Eu não deveria ter sono, tenho dormido tanto, tão cedo. Mas me dá um sono incontrolável, e eu durmo e sonho. Sonho com o meu sobrinho, sonho que ele já nasceu e é exatamente do jeito que eu o imaginava. Sonho com o Dr. House, que ele é meu amigo e gosta de mim.

Gente, eu devo estar ficando bem louca mesmo.

Ouço muitas músicas no meu MP3. Hoje é dia de dentista e eu quero morrer, morro de medo de dentista. Me olho no espelho e me acho feia, mais feia do que nunca. E sono, sono, sono.

O que é que está acontecendo comigo? Meus amigos dizem que estou triste, quieta. Mas não acho, não percebo mudança. Estou com sono. Sono, sono.

Queria dormir a semana inteira. Ficar em casa lendo Agatha Christie, os mais bobos, entrar na trama, me preocupar com as personagens e esquecer de todo o resto. Que coisa.

Acho que preciso de férias bem legais.

Pensei esses dias que estou com saudades do Dani. Da nossa amizade. Como era bom ter o Dani de amigo. Dani figura que tirava sarro de mim direto, que sabia meus pontos fracos e fortes, que conhecia todas as minhas fraquezas, então não se impressionava com nenhuma cagada que eu fazia, mas me ajudava com todas elas. Que me fazia rir, me fazia pensar (mesmo que eu não pensasse), que estava sempre ali. Dani, Dani, querido Dani. Mas a louca aqui tinha que estragar tudo, né?

Saudades de você, Dani. Saudades de você ser meu amigo e de ser sua amiga, como éramos antes. Isso não tem a ver com ninguém, com meus amigos de agora e de sempre, não exclui ninguém, não menospreza ninguém. É só saudade. Das boas.

Vai estrear Blindness e eu tô louca já. Lembrei disso porque lembro do Dani e lembro do Lucas, e eu e o Lucas combinamos de ir ver Blindness na estréia, afinal, é o filme baseado no fodíssima Saramago, um dos dois livros mais importantes da minha vida (do outro já falei muito aqui). E eu vi hoje que o filme estréia sexta agora, dia 12. Quero muito ver. Quem sabe eu me mexo um pouco, dessa parada de merda na qual ando. Saramago mexe mesmo com a gente. Ou faz parar de vez e pensar de verdade. Lembro de mim conversando com o Lucas na cantina do IFCH, um dia que fui almoçar com ele lá, e ele me disse q o Fernando Meirelles ia filmar o Ensaio sobre a Cegueira. Não acreditei. Já faz quase um ano, e combinamos de ir juntos. Mas estou com o pressentimento de que ele vai furar, de que o Thunder Voice vai dar pra trás, vai ter alguma coisa pra fazer. Daí eu vou sozinha. Vou sozinha mesmo, sento e choro, aproveito pra chorar com tudo e por tudo, começo a chorar nos traillers.

Não tente achar um fio condutor nesse texto. Se é que alguém leu até aqui.

Eu teria muitas coisas mais para escrever, mas vou parar antes que eu enlouqueça ou morra de vergonha depois.

6 comentários:

Mazinha disse...

Eu tb estava distante... mas no meu caso fazendo coisa pra caralho. o que no meu caso, como você bem sabe, é apenas o essencial, é apenas trabalho. Ou deveria ser.
Tb quero ver blindness... how obvious! Achei vc tristonha no sábado... vamos ao cinema juntas e matamos os tais dois coelhos...

Beijos!

Tatiana disse...

Aconselho um banho de sal grosos no corpo todo. Mais que uma salgadinha nos pés!
Pode ser mau-olhado!
Soca uma arruda na orelha e canta pra subir!

POR TUDO QUE SINTO disse...

Eu li até ali, e um pouquinho além.

Vai brincar, menina!!!

Anônimo disse...

A propósito de Agatha Christie, convido você e a todos para conhecerem dois blogs recém-lançados...

A Casa Torta: O Mundo de Agatha Christie
http://acasatorta.wordpress.com

Cinema é Magia
http://cinemagia.wordpress.com

Um abraço.

Juliana Hilal disse...

Humpf!

Juliana Hilal disse...

Humpf!