segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Aprendendo com os alunos

- Professora, namora comigo?
- Hahaha, que que é isso, menino?
- Namora comigo, professora. Você tem namorado?
- Mais ou menos.

(Aqui cabe uma explicação: não vou ficar dizendo pra esse bando de marmanjo que estou solteira, então quando eles me perguntaram no primeiro dia de aula se eu estava namorando, eu disse "mais ou menos" - e tenho que manter a palavra.)

- Ah, como assim mais ou menos, desde que você entrou aqui você fala isso, e já faz um mês!
- É, pra você ver como vocês homens são difíceis...
- Professora, eu não sou bonito, não tenho dinheiro, mas o amor verdadeiro compensa tudo.

(gargalhadas incontroláveis, minhas e dele)

- Vai, professora, vai ficar aí sofrendo por amor, sendo que tem alguém que gosta de você?
- E quem disse que eu tô sofrendo por amor, menino??
- Quem tá de rolo sempre sofre.

Caralho... brincadeiras à parte, levei um baile de um menino de 16 anos. Óbvio que ele está brincando com o lance de namorar. Mas a grande verdade que ele me disse, no meio dessa brincadeira toda, me deixou sem resposta.

E nós que achamos que os adolescentes não sabem nada da vida...

2 comentários:

POR TUDO QUE SINTO disse...

Só você acha, meu amor. Só você.

Ah, e se não há estrada, é porque você está voando!

Ativa o trem de pouso, criatura, e sente o chão!

Juliana Hilal disse...

Esse sabe das coisas. Garoto esperto.
Namora com ele, Ju. Ah por favor...
:)